terça-feira, 16 de dezembro de 2014

O irmão de Salazar


Este título parece uma figura de estilo, mas não é. Segundo um jornal considerado “de referência” na nossa praça, é uma verdadeira descoberta. Na última edição da revista do semanário “Expresso”, há uma peça dedicada ao que comiam os ditadores. Por entre os apetites de Estaline, Kim il-Sung, Ceausescu, entre outros, a jornalista diz-nos que o Presidente do Conselho de Ministros português adorava sardinhas. Isto porque, segundo ela, era um “prato que lhe lembrava a sua infância pobre e os tempos em que tinha que partilhar uma única sardinha com o irmão”. É caso para dizer que o disparate não tem limites. A ignorância histórica está de tal forma generalizada que passa incólume em meios de comunicação social que deviam ter um cuidado mínimo com o que é publicado. Mas concedamos o benefício da dúvida, talvez o objectivo fosse tornar a história mais apetitosa...

Sem comentários:

Enviar um comentário