quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Aceitar o inaceitável


“Gone Girl” (vamos esquecer a tradução portuguesa do título) é o Fincher que esperamos, com Rosamund Pike num papel que lhe assenta que nem uma luva e um Affleck que até nem vai mal. Um thriller como deve ser, mas temperado pela ditadura mediática contemporânea, onde se passa de bestial a besta e vice-versa num esfregar de olhos, e com uma reflexão final: será que estamos dispostos a aceitar o inaceitável?

Sem comentários:

Enviar um comentário