segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Da natureza deste regime


Mário Soares não deixa de espantar, mesmo aqueles que ainda por ele têm consideração (sim, existem). Depois da defesa pública de Ricardo Espírito Santo, o histórico socialista e antigo Presidente da República abraçou Isaltino Morais, dizendo que o autarca condenado “foi injustiçado”. Soares lançou ainda a interrogação justificativa: “Quando há pessoas que roubam milhões e estão soltas, como é que ele foi preso sem razão nenhuma?” É este o sentido de justiça de alguém que já ocupou os mais altos cargos de responsabilidade política no nosso país. Um símbolo deste regime, que está velho e caduco e que começa a mostrar a sua verdadeira natureza, sem um pingo de vergonha.

Sem comentários:

Enviar um comentário