quinta-feira, 19 de junho de 2014

Os livros de Kurtz


No final do magistral "Apocalypse Now", de Francis Ford Coppola, quando o Cap. Willard encontra o Col. Kurtz, há uma cena em que se vêem dois livros do Coronel. São eles, "The Golden Bough", de Sir James Frazer, e "From Ritual to Romance", de Jessie Weston, duas das grandes influências do poema "The Waste Land" (1922), de T.S. Eliot, editado por Ezra Pound.

A inclusão destes livros não é obviamente inocente, já que a versão original de "The Waste Land" abria com a seguinte citação de "Heart of Darkness" ("O Coração das Trevas"), o romance de Joseph Conrad em que John Milius se inspirou para escrever o argumento do filme: «Did he live his life again in every detail of desire, temptation, and surrender during that supreme moment of complete knowledge? He cried in a whisper at some image, at some vision, – he cried out twice, a cry that was no more than a breath — "The horror! The horror!"» Porém, a ligação entre o poema de Eliot e o livro de Conrad não se fica por aqui. No início de "The Waste Land", há um verso que é visto como uma antítese ao livro de Conrad: "Looking into the heart of light"  uma clara oposição a "heart of darkness".

As referências de Eliot a esta obra de Conrad repetem-se no poema "The Hollow Men" (1925) — que Kurtz lê numa cena do filme , que abre com a frase "Mistah Kurtz — he dead".

Por fim, para os interessados, diga-se que tanto "The Golden Bough" como "From Ritual to Romance" estão disponíveis gratuitamente para o Kindle.

Sem comentários:

Enviar um comentário