sexta-feira, 28 de março de 2014

A pena, o punho e o papel


Quando, entre si, medem forças
a pena, o punho e o papel,
— as palavras lembram corças
e o coração, um corcel.

Rodrigo Emílio (18/2/1944 — 28/3/2004) 

Sem comentários:

Enviar um comentário