sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Um Grande de Portugal

O Comandante Alpoim Calvão
nas comemorações do 10 de Junho de 2011.

Fotografia de Humberto Nuno de Oliveira.

«Alpoim Calvão, o homem que, com Chenier de Giordano, pode afirmar "Con la mia voce, ho cantato la Patria"; o homem que, se não ganhou - nem perdeu - a Guerra da Guiné, ganhou a guerra dos mitos e das lendas; o homem que, se falhou nalguma coisa, foi no século; esse homem, um Grande de Portugal que quer as cinzas enterradas na água, lá onde o "suave e brando Tejo" morre, segue o seu caminho de cara ao sol que agoniza no Mar Português.»

Rui de Azevedo Teixeira
in "Tabu"

Sem comentários:

Enviar um comentário