quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Incompreensível!


A cena inacreditável passa-se no México, na visita oficial do primeiro-ministro português. Como foi possível aceitar discursar com aquele trapo atrás? A nossa Bandeira é um símbolo nacional e o seu ultraje constitui crime previsto no Código Penal. Não é uma questão de somenos importância. Têm culpa as autoridades mexicanas, tem culpa a nossa representação diplomática no México, tem culpa a delegação portuguesa. Mas, para além de todos eles, tem culpa o primeiro-ministro.

É incompreensível, mas reflecte o actual rumo do País. Infelizmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário