quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Ortograficamente correcto

Vogais e Consoantes Politicamente Incorrectas do Acordo Ortográfico”, da autoria do jornalista Pedro Correia, é mais um volume da excelente colecção “politicamente incorrecta” publicada pela Guerra & Paz. Desta vez, o tema é o malfadado Acordo Ortográfico, cujos efeitos nefastos se agravam a cada dia que passa.



Em entrevista a “O Diabo”, aquando da saída do livro, Pedro Correia explicou que o que o levou a escrevê-lo foi “a necessidade, que eu próprio senti, de enquadrar, contextualizar e de algum modo historiar toda a questão. Numa linguagem clara e acessível, sem linguajar académico nem aparentar uma erudição que aliás me falta pois não sou especialista no tema. Procurei informar-me, esclarecer-me, ler tudo quanto havia sido publicado sobre a matéria, e a partir daí dirigir-me ao cidadão comum que é confrontado com regras que lhe estão a ser impostas, enquanto utente da língua, e não faz ideia como tudo isto surgiu”. O objectivo foi plenamente atingido.

Esta é uma síntese essencial para perceber o que está em causa com o Acordo Ortográfico, sobre o qual tantos falam e poucos sabem realmente do que estão a falar.

Como os estragos provocados por esta decisão política feita nas costas dos portugueses se alastram ao outro lado do Atlântico, João Pereira Coutinho, na sua coluna na «Folha de S. Paulo», uma coluna, certeiramente intitulada “O aborto ortográfico”, onde refere este livro. O colunista português chama a atenção dos editores brasileiros para este livro “imperdível”. Segundo ele, é “imperdível porque Pedro Correia narra, com estilo intocável e humor que baste, como foi possível parir semelhante aberração”. Nem mais!

Um excelente livro, de leitura obrigatória, para perceber como o famigerado Acordo está a destruir a nossa ortografia e como podemos e devemos contrariá-lo.

Pedro Correia afirmou que “ainda vamos a tempo de inverter os estragos do Acordo Ortográfico. Basta haver vontade política”. Mas não se fica pelas palavras, no final do seu livro, apresenta um plano de acção para o efeito. Haja vontade de o seguir!

Sem comentários:

Enviar um comentário