segunda-feira, 27 de maio de 2013

Mesmismo


“Eles são todos iguais” é uma expressão que nos habituámos a ouvir quando se fala dos políticos em Portugal. De facto, é difícil encontrar diferenças de fundo nos nossos governantes. Como escreveu ontem Paulo Baldaia no “DN”: Sou jornalista há um quarto de século. Dei notícia dos Governos de Cavaco Silva, António Guterres, Durão Barroso, Santana Lopes, José Sócrates e Pedro Passos Coelho. E dos gabinetes presidenciais de Mário Soares, Jorge Sampaio e Cavaco Silva. Digo com total franqueza, mesmo visto de perto, não encontro qualquer diferença. Como sair deste “mesmismo” político? Uma coisa é certa, não é com o actual rotativismo partidário.

Sem comentários:

Enviar um comentário