quarta-feira, 29 de maio de 2013

Infiltrada nas Femen


Iseul faz parte das Antigones e infiltrou-se durante dois meses no movimento feminista radical Femen, que considerou "muito hierarquizado e muito opaco". Diz que uma das coisas que a surpreendeu foi "precisamente que não se fala muito de ideias. Não tem nada a ver com o feminismo intelectual a que estamos habituados em França". Acrescentou ainda que "elas demonstram um verdadeiro ódio por aqueles que consideram seus inimigos". Esta viagem ao interior do feminismo extremista deu origem a uma reportagem publicada na revista «Valeurs Actuelles».

1 comentário:

  1. A conversa das feministas tornou-se um 'fait-divers' por um motivo óbvio:
    -> ACTUALMENTE VIVEMOS NA 'IDADE DE OURO' DOS HOMENS!!!
    De facto, as mulheres - muito justamente (o tabu-sexo jamais deve voltar) - possuem toda a Liberdade e Independência... mas isso é Totalmente Irrelevante para os homens!!!!!!
    .
    Ora, o que é Verdadeiramente Importante é o seguinte: por todo o mundo, as sociedades 'penalizadas' com incapacidade de renovação demográfica SÃO PRECISAMENTE as sociedades aonde as mulheres foram dotadas de toda a Liberdade e Independência: ou seja, as sociedades 'penalizadas' com incapacidade de renovação demográfica são precisamente as sociedades aonde as mulheres possuem um maior peso/força de decisão!... Consequentemente, as mulheres perderam toda a autoridade moral de reivindicar, para elas, o Monopólio da Decisão de quem é que possui (e de quem é que não possui) o Direito de ter filhos!!!!!!
    .
    .
    .
    Adiante,
    -> Introdução: Em vez de quererem impor proibições à adopção e à monoparentalidade ... deveriam, isso sim, era dirigir fortes críticas contra aqueles que dizem que a 'solução' do problema demográfico europeu está na naturalização da 'boa produção' demográfica daqueles (ex: islâmicos) que tratam as mulheres como uns 'úteros ambulantes'.
    .
    .
    .
    É UMA MUDANÇA ESTRUTURAL HISTÓRICA DA SOCIEDADE:
    - os homens poderão ter filhos... sem repressão dos Direitos das mulheres... e independentemente de agradarem ou não às mulheres!... Leia-se: O ACESSO A 'BARRIGAS DE ALUGUER'...
    .
    -> Ponto nº 1:
    Quando se fala em Direitos das crianças... há que ver o seguinte: muitas crianças (de boa saúde) hão-de querer ter a oportunidade de vir a ser pais... oportunidade essa que lhes é negada pela 'via normal'.
    -> Ponto nº 2:
    Idealmente, uma criança deveria estar sempre acompanhada do pai e da mãe... ora, como é óbvio... não se pode proibir às pessoas que têm filhos o Direito ao divórcio.
    -> Ponto nº 3:
    Deve existir Igualdade de Direitos: actualmente as 'famílias monoparentais de pai'... são ínfimas em relação às 'famílias monoparentais de mãe'...
    .
    .
    NOTA:
    - Muitas mulheres heterossexuais não querem ter o trabalho de criar filhos... querem 'gozar' a vida.
    - Muitos homens heterossexuais não querem ter o trabalho de criar filhos... querem 'gozar' a vida.
    --->>> Conclusão: é ERRADO estar a dizer (como já alguém disse) «a Europa PRECISA DE CRIANÇAS, NÃO DE HOMOSSEXUAIS!»... isto é, ou seja... a Europa precisa de pessoas (homossexuais e heterossexuais) com disponibilidade para criar crianças!!!
    .
    .
    .
    Anexo:
    - O Direito de ter filhos em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas!
    .
    Ainda há parolos que acreditam em histórias da carochinha... mas há que assumir a realidade:
    -> Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
    -> No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade!... De facto, analisando o Tabu-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver o blog http://tabusexo.blogspot.com/.
    .
    Concluindo:
    - Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas é natural que sejam apenas os machos mais fortes a terem filhos, no entanto, as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História: não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!... Assim sendo, nestas sociedades, numa primeira fase, deve ser possibilitada a existência de barrigas de aluguer [a longo prazo poderão vir a existir mesmo úteros artificiais] para que, nestas sociedades os machos (de boa saúde) rejeitados pelas fêmeas, possam ter filhos!


    ResponderEliminar