quarta-feira, 29 de maio de 2013

Genocídio vocabular


Durante a campanha eleitoral para as últimas presidenciais francesas, referi o absurdo proposto por François Hollande,quando afirmou a primeira medida a tomar, caso fosse eleito   o que acabou por acontecer , seria pedir ao parlamento para suprimir a palavra “raça” da Constituição da República Francesa. Prometeu e cumpriu.

Como escreveu Bernard Lugan, o dia "16 de Maio ficará na História do pensamento francês como a de uma grande vitória do obscurantismo. De mão no ar, salivando aos estímulos do politicamente correcto à francesa, à semelhança dos cães de Pavlov, os deputados franceses, por proposta do Front de gauche (Frente de Esquerda), suprimiram a palavra 'raça' da legislação".

Este genocídio vocabular é simplesmente estúpido. Não é eliminando uma palavra que se acaba com o “racismo”. Quais serão as próximas palavras proibidas?

Sem comentários:

Enviar um comentário