sábado, 13 de outubro de 2012

O outro ministro de Estado

Nas críticas ao actual Governo fala-se normalmente em Passos e Gaspar, “esquecendo-se” o outro ministro de Estado. Vasco Pulido Valente fala sobre ele, hoje, no “Público”:


“Paulo Portas também cometeu erros sem atenuante ou desculpa. Aceitou um lugar
equivalente ao do sr. Gaspar – pelo menos na forma. Gastou o tempo e a paciência na chamada "diplomacia económica" e, entretanto, abandonou a vigilância, absolutamente
indispensável, do dia-a-dia do Governo. Não importa que "negócios" conseguiu ajudar
ou arranjar nos quatro quantos do mundo, se não apareceu ou andava distraído quando se
tomavam as decisões cruciais para o Governo e o país. Tratou muito bem dos pormenores, falhou no essencial.”

Sem comentários:

Enviar um comentário