quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Um inferno de comédia

O nome Adam Sandler equivale a comédia, já nos habituaram, mas tal não significa, necessariamente, que seja da boa. É exactamente o que se passa com este “Pai Infernal”, que se torna um verdadeiro Inferno de previsibilidade sem graça.

Sandler interpreta Donny Berger, um rapaz que se tornou famoso por ter tido relações sexuais com a sua professora do Liceu à frente dos colegas. O caso foi mediatizado, a professora condenada a uma pena de prisão e Donny tornou-se uma ‘pop star’. Mas dessa relação nasceu um rapaz e Donny, ainda adolescente, teve que criá-lo, cometendo todos os erros que possamos imaginar, incluindo chamar ao seu filho Han Solo, como a personagem da série “Guerra nas Estrelas”. Os anos passaram e Han, que entretanto mudou o seu nome para Todd Peterson (Andy Samberg), tornou-se um profissonal respeitável e de sucesso que está prestes a casar e a ser promovido.

Com o matrimónio prestes a realizar-se, Donny vê-se entre a espada e a parede. Está falido e se não pagar uma avultada quantia de impostos terá de cumprir uma pena de prisão. A única forma que encontra para conseguir tanto dinheiro em tão pouco tempo é convencer o seu filho a ir visitar a mãe à cadeia para que o encontro familiar seja televisonado.

Este é o mote para o reencontro entre Donny e Han, agora Todd. Num meio de ricos, Donny é o mais incorrecto e rude possível, causando todo o tipo de situações mirabolantes.
Mas o que nos espera são tentativas de piadas ordinárias e gastas, sempre com a “comédia” – agora aparentemente tão em voga nos EUA – do consumo de álcool e drogas, à qual se juntam atribulações sexuais impróprias e inacreditáveis.

Há ainda, no meio de um regresso aos anos 80, o aparecimento de Vanilla Ice. O problema é que se ele já na altura era mau, agora ainda é pior, mesmo como ‘cameo’.
No fim, como não podia deixar de ser, há o habitual reatamento entre pai e filho, uma lição de amor, etc. O mesmo de sempre, mas sem graça de espécie alguma.
[publicado na edição desta semana de «O Diabo»]

Sem comentários:

Enviar um comentário