quarta-feira, 23 de maio de 2012

Escapem!

Stephanie Plum (Katherine Heigl) vê-se sem emprego e afogada em dívidas. Decide dar uma volta à sua vida, mas para tal tem que conseguir um trabalho que lhe dê muito dinheiro rapidamente. Vendo que não é fácil encontrar uma saída, convence o seu primo, que tem uma agência de fianças, a torná-la uma caçadora de recompensas.

A coincidência que faz a história é Stephanie começar por perseguir Joe Morelli (Jason O`Mara) um antigo conhecido que a seduziu e abandonou nos tempos de liceu. Joe é um polícia acusado de homicídio de um bandido desarmado.

Enquanto tenta capturá-lo, Stephanie vai envolver-se em situações perigosas e meios que desconhece, sempre com o à-vontade de uma descerebrada. No entanto, ao longo do filme, ela convence-se que é bastante boa no que faz. E que em poucos dias consegue desempenhar com sucesso tão arriscadas funções. O problema é que em toda esta idiotice, sem piada de qualquer espécie, acabam por dar-lhe razão.

Esta é supostamente ser uma comédia, mas a tentativa de humor que é aqui feita não passa de um exercício entediante de tiradas e situações básicas, sem graça e que se tornam insuportáveis. A acção passa-se em Jersey e, claro, o filme tem algumas ‘private jokes’ – que nem por isso são boas ou engraçadas – para norte-americanos, que brincam com especificidades locais e de pronúncia, que não são facilmente percebidos por muitos estrangeiros.

De resto, banalidades. Uma não-história, maus desempenhos e maus actores que, na prática, transformam o tempo dispendido a ver esta película numa hora e meia de tempo absolutamente perdido. A evitar. [publicado na edição desta semana de «O Diabo»]

Sem comentários:

Enviar um comentário