quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O espectáculo continua

Os míticos Marretas preenchem ainda o imaginário infantil de uma geração que hoje já tem filhos e gosta de lhes passar algum do seu passado. As produtoras sabem bem disso e, ultimamente, têm apostado na revitalização desses pedaços de juventude. Este filme é mais um desses exercícios onde uma geração que se deliciou com estes bonecos os reencontra e uma mais nova os descobre.
A grande novidade é a introdução de uma nova personagem, Walter, que é o maior fã dos Marretas. Na companhia do seu irmão Gary (Jason Segel) e da namorada deste, Mary (Amy Adams) vai de férias a Los Angeles para visitar o Teatro dos Marretas. Mas Walter descobre o terrível plano de Tex Richman (Chris Cooper), um homem do petróleo sem escrúpulos que quer o quer demolir.

Walter sente-se na obrigação de impedir a concretização deste plano malvado e dirige-se a Cocas, contando-lhe o que descobriu. A partir desse momento inicia-se a reunião dos Marretas que se haviam separado, seguindo diferentes caminhos. Para salvar o Teatro precisam de 10 milhões de dólares e a única forma de os conseguirem é dando um espectáculo à antiga. Há momentos bem divertidos quando se vê o rumo que a vida de alguns deles levou. Miss Piggy vive em Paris e é editora de moda na Vogue. O Animal está num centro a fazer terapia de controlo da raiva. Gonzo é um bem sucedido empresário do ramo das loiças sanitárias.

Um filme que é fiel à série original, sem grande novidade, mas contando com a participação de muitas celebridades de agora, reconhecíveis pelos mais novos.

Antes dos “Marretas” é projectada em complemento a curta-metragem da Pixar “O Pequeno Buzz”, onde Buzz Lightyear, herói da série de filmes “Toy Story”, é abandonado num restaurante de ‘fast food’ quando uma versão brinde do Buzz, toma o seu lugar. [publicado na edição desta semana de «O Diabo»]

Sem comentários:

Enviar um comentário