sábado, 18 de dezembro de 2010

Adeus

Para um Amigo. 

Foi ontem a despedida,
Sem conversa, mas presença.

A dor desta partida,
É dispersa e imensa.

É assim, a vida,
Por vezes suspensa.

Eu sei que a subida
Vai ser uma renascença.

2 comentários:

  1. O Roberto teria fatalmente que partir por alturas do Solstício de Inverno, que é morte e renascimento.

    ResponderEliminar