segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Cottinelli continuado

Li hoje no "Público" que cabe a Ana Costa, neta de Cottinelli Telmo e filha do arquitecto e designer Daciano da Costa, reabilitar a estação de Sul e Sueste, um conjunto de edifícios inaugurados em 1932 para servir as ligações Lisboa-Barreiro, da autoria do seu avô.

A arquitecta garante que "todos os elementos que davam escala aos edifícios, os gradeamentos interiores, as lanternas típicas dos anos, tudo, segundo os desenhos originais do meu avô, serão repostos", acrescentando que o projecto "veio parar-me às mãos sem que se soubesse que sou neta de Cottinelli Telmo. Agarrei nele e disse que iria ser reposto na íntegra. Diz-se que o que é bom é pombalino; a arquitectura do séc. XX tem coisas extraordinárias, mas tem sido descurada".


A propósito de Cottinelli Telmo, recordo o excelente apontamento biográfico escrito pelo Miguel Vaz, para a Alameda Digital, com o título "Quem é Cottinelli Telmo?" A (re)ler.

2 comentários:

  1. Excelente notícia!

    Já agora, podiam reabilitar também a torre da estação de comboios de Campolide, outra grande obra de Cotinelli Telmo que se encontra praticamente ao abandono.

    ResponderEliminar
  2. É verdade. Passo lá ao lado várias vezes e é pena o estado em que se encontra.

    ResponderEliminar