terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Terre & Peuple Magazine n.º 42

O último número da revista da Terre et Peuple tem como tema de capa um assunto fundamental, especialmente no mundo materialista em que vivemos, “A força do sagrado”, sobre a qual o presidente da associação diz que “as mulheres e homens da Europa devem, para continuarem eles mesmos, reencontrar o contacto com um sagrado vindo das suas mais longínquas origens, da sua longa memória e que dá sentido à sua vida e esperança às suas crianças”. No excelente dossier podemos ler os artigos “Já não há trombetas para Jericó?”, de Michel Favard-Jirard, “O nosso sagrado: uma presença imemorial”, de Pierre Vial, “A santa trindade” e “Celtas e Germanos: irmãos gémeos ou primos distantes?” de Jean Haudry, “O islão tal como nos escondem”, de Pélage, e “O que é a honra hopje em dia”, de Claude Perrin. A destacar, o artigo de Jean Haudry sobre Lévi-Strauss e os estudos indo-europeus e a crítica ao livro de António Lobo Antunes, “Onde estás Sebastião?”. Podemos ainda ler o editorial de Pierre Vial sobre a identidade nacional e o relato das várias actividades da associação, críticas a livros e a banda desenhada, bem como comentários sobre a actualidade e as habitual rubrica sobre culinária.

Sem comentários:

Enviar um comentário