terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Leve

Os tempos são de crise económica e as empresas americanas optam pelo “downsizing”, eufemismo que trocado por miúdos significa despedimentos em massa por todo o país. Mas, na sua maioria, recorrem a uma empresa especializada para fazer este trabalho sujo. Tal significa que a desgraça alheia equivale a um período de muito trabalho para Ryan Bingham (George Clooney), o consultor que vive nos céus da América, viajando de cidade em cidade para despedir pessoas. Aviões, hotéis, restaurantes, carros alugados, são o que ele pode chamar a sua casa e onde se sente bem. No entanto, a tecnologia vai alterar este equilíbrio. A recém-contratada Natalie Keener (Anna Kendrick) propõe a utilização da internet para reduzir os gastos com as deslocações dos “despedidores”. Está lançada a história de “Nas Nuvens”, realizado por Jason Reitman e nomeado para seis óscares, incluindo o de melhor filme. Aqui se cruza uma comédia romântica “light” com o ambiente desolador de quem perde o emprego. [continua na secção CineMais da edição desta semana de «O Diabo»]

2 comentários:

  1. Aqui fica outro olhar sobre o filme:
    http://mar-de-outubro.blogspot.com/2010/02/nas-nuvens.html

    ResponderEliminar
  2. Arre, eu ignorei deliberadamente o filme, agora tenho de o ver só por desagravo.

    ResponderEliminar