terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O 1.º de Dezembro e o PNR


O Partido Nacional Renovador (PNR) participou pela primeira vez oficialmente nas comemorações oficiais do 1.º de Dezembro, estando o seu presidente, José Pinto-Coelho, na tribuna de honra e depositando uma coroa de flores no monumento aos Restauradores.

A avaliar por notícias como esta, o facto causou algum incómodo aos do costume. No entanto, em vez de se interrogarem por que o PNR participou nas cerimónias oficialmente, não deveriam interrogar-se por que, enquanto partido nacionalista, só agora participou?

3 comentários:

  1. estranho é aceitar participar nas comemorações do dia da restauração, no mesmo dia em que se comemorou em Lisboa a entrega da soberania nacional e a entrada em vigor do "tratado da vergonha"...

    ResponderEliminar
  2. É caso para perguntar o que tem o cú a ver com as calças.

    ResponderEliminar
  3. fala-se de independência... ontem perdemos mais uma vez a independência nacional sob o olhar impávido de quem a devia defender, nomeadamente os nossos políticos e ainda mais aqueles que se definem como "nacionalistas"... infelizmente é só um nacionalismo de conveniência, como se viu... e se não forem as calças (e as cuecas) o cú anda nú.

    ResponderEliminar