segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jorge Ferreira

Acabado de chegar de Roma, deparo-me com a triste notícia da prematura morte de Jorge Ferreira. Eu não o conhecia pessoalmente, apesar de termos alguns amigos em comum, nem estava de acordo com ele em muitas coisas, como não podia deixar de ser. No entanto, mantinha com ele uma relação blogosférica e sempre admirei a sua frontalidade, a sua liberdade e a sua sinceridade. Por várias vezes o citei nesta casa e ele agradecia simpaticamente. Era um dos meus leitores de que mais me orgulhava, a última vez que se referiu a este blog foi este ano, para dar os parabéns: "O Pena e Espada, de Duarte Branquinho, completa hoje cinco anos de vida. Parabéns pela persistência e pela liberdade, neste mundo de efemeridades."

Obrigado ao Jorge pela inteligência e independência com que tantas vezes deu verdadeiras lições de liberdade. Descanse em paz.

Sem comentários:

Enviar um comentário