quinta-feira, 7 de maio de 2009

Homens e livros

Hoje, durante o almoço das quintas (não confundir com o jantar das quartas), lancei a seguinte provocação ao meu caro amigo Paulo Cunha Porto. Ao ler ontem no «Público» o artigo sobre a biblioteca de Pacheco Pereira, pensei: para quando um sobre o Paulo e os seus quase 30 mil volumes?

Segunda provocação: para quando um tão necessário como esperado regresso à blogosfera?

4 comentários:

  1. Para isso também quero um artigo sobre a minha, que eles não são mais que eu. Mas só aceito se for no 24 Horas ou na Caras.

    ResponderEliminar
  2. Eu era na Playboy, de preferência da autoria da Ana Anes.

    ResponderEliminar
  3. Foi um prazer conhecer pessoalmente o Paulo Cunha Porto. Surpreendeu-me a sua simpatia e abertura, muito longe do misantropo que estava à espera. E sim, faz muita falta à blogosfera.

    E já agora, será que a dona Cândida já visitou a biblioteca do Pacheco Pereira? É que pelos conteúdos que o autor tem publicado no Ephémera, é capaz de ter lá coisas bastante perigosas.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar