sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Tristes notícias

São as que nos dão conta de que o (des)governo português prepara para breve o reconhecimento da autoproclamada “independência” do Kosovo. A situação não se alterou, o acto continua a ser uma violação do Direito Internacional, o número de países que reconheceram continua a ser menor do que o dos que não o fizeram, entre os quais vários países europeus, como a vizinha Espanha. Mesmo o novo governo sérvio é considerado como “pró-ocidental”. Tudo isto devia fortalecer a manutenção da posição portuguesa. Mas não... É assim fácil de perceber que se trata de um acto de mera obediência cega a Bruxelas e a Washington.

Sem comentários:

Enviar um comentário