quarta-feira, 1 de outubro de 2008

A propósito de um cartaz...


O PNR colocou mais um cartaz numa zona central Lisboa, graças ao esforço dos seus militantes, que foi prontamente alvo da intolerância dos "campeões da liberdade e da democracia". Basta estar minimamente atento à situação do país para perceber por que esta mensagem é incómoda para os técnicos da utopia. É totalmente inegável a irresponsabilidade nacional que é ter uma política de imigração sem controlo, ou que esse fenómeno traz, entre outras coisas, novas formas de criminalidade violenta e de precaridade laboral, nomeadamente na exploração dos próprios imigrantes.

Mas estas questões levam-me à necessidade da construção de uma alternativa política séria e credível fundamentada na defesa de Portugal e dos portugueses. E essa construção passa, necessariamente, pelo PNR. Mais uma vez faço soar um toque a reunir a todos os que, desiludidos com o actual estado do país, acomodados aos eternos partidos do sistema ou entretidos em tentativas efémeras de projectos concorrentes sem expressão, acreditem que é possível marcar a diferença. Façamos uma frente e trabalhemos em conjunto em prol do nosso futuro e dos nossos filhos. Pensemos em primeiro lugar no que nos une.

3 comentários:

  1. A IMIGRAÇÃO PERMITE POUPAR MUITO DINHEIRO


    ---> COM O FIM DA REPRESSÃO dos Direitos das mulheres... os povos europeus (povos com os pés-de-barro) começaram a desmoronar-se como um castelo de cartas!... Um exemplo:
    -> O estado alemão está a oferecer 25 mil euros por cada filho nascido a partir de Janeiro de 2007. No entanto, mesmo isso está a revelar-se insuficiente! [para alcançar a renovação demográfica, ou seja, conseguir alcançar a média de 2.1 filhos por mulher].

    ---> Como não pretendem pagar os (necessários) caríssimos custos de renovação demográfica, os povos com pés-de-barro... viraram uns BANDALHOS NO PLANETA: procuram infiltrar-se em qualquer lado; um exemplo: quer importando outros povos para a Europa... quer deslocando-se para o território de outros povos......
    {Nota: Os Islâmicos resolvem o problema duma forma muito mais barata: reprimem os Direitos das mulheres... logo, os contribuintes europeus podem poupar muito dinheiro... recrutando, por exemplo, imigração proveniente de países Islâmicos}


    ---> Não há pachorra para andar a aturar BANDALHOS... que têm o desplante de pretenderem dar lições de moral!!!
    ---> O grande problema, na Europa, é que os Identitários europeus são uns BURROS!
    ---> De facto, no planeta não há lugar para choraminguices... só há um caminho a seguir: LUTAR PELA SOBREVIVÊNCIA... ou seja, declarar guerra (leia-se Separatismo) aos Inimigos (leia-se Bandalhos Brancos - a maioria dos europeus -, vulgo adoradores de Negociatas de Lucro Fácil...).

    ResponderEliminar
  2. E, se não existir essa união, em 2013 é capaz de ser tarde.

    ResponderEliminar
  3. Eu diria que já é tarde... mas pode ser o meu pessimismo nato.

    ResponderEliminar