quarta-feira, 8 de outubro de 2008

O reconhecimento do Kosovo (II)

O reconhecimento da autoproclamada “independência” do Kosovo pelas autoridades portuguesas foi imediatamente lamentado pela Associação Portugal-Sérvia, em comunicado, afirmando “que envergonha o país e os portugueses, desrespeitador do direito a que os Estados se devem subordinar, abre a porta a todo o tipo de graves situações análogas no futuro e trai a confiança que em nós depositava um Estado europeu com o qual vimos mantendo as melhores e mais frutuosas relações.

Apesar desta atitude de subserviência cega por parte do governo português, os sérvios ainda têm quem os apoie em Portugal e em muitos outros países. O trabalho continua para todos os que consideram ilegal, irresponsável e perigoso o reconhecimento de um estado criminoso, e que recusam uma diabolização do povo sérvio.

Sem comentários:

Enviar um comentário