domingo, 31 de agosto de 2008

Réfléchir & Agir n.º 29

Neste número da óptima revista «Réfléchir & Agir» o tema central é “A nossa saúde envenenada”, com artigos de Eugène Krampon, Jean-Michel Vernochet, Robert Rodesches, Léon Camus, Christian Bouchet e as entrevistas com Jean-Philippe Desbordes e Jacques Baugé-Prévost, atravessando assuntos como o trabalho, os OGM, os laboratórios, a droga, a televisão, o cancro, entre outros.

Na sequência da crítica feroz ao último livro de Guillaume Faye “La Nouvelle Question Juive” no número anterior, é publicado agora um direito de reposta da Diffusion du Lore ao qual a revista afirma que “não tira nem uma linha à crítica de Eugène Krampon”.

Destaque ainda para a homenagem a François Duprat, o “historiador-militante assasinado” em 1978, assinada por Christian Bouchet e a entrevista com o comediante Dominique Zardi. Referência também para a reflexão de Edouard Rix sobre Werner Lass e Karl-Otto Paetel, “dois nacionais-blocheviques alemães”, o artigo de Julien Snorre sobre René Daumal “poeta do essencial” e a entrevista com o geopolitólogo Pierre Hillard.

Nas habituais secções de livros, pintura, música e cinema, destaque para o artigo de Pierre Gillieth “Murnau, o poeta da imagem”.

Sem comentários:

Enviar um comentário