segunda-feira, 21 de julho de 2008

Diferenças incómodas

A diferenças humanas são incómodas para certos bem-pensantes, já o sabemos. É por isso que o reconhecimento dessas evidências, ainda para mais com base científica, obriga a uma referência. Vem isto a propósito da notícia, citada e comentada pelo meu caro amigo Humberto, que nos dá conta de que existe um gene africano que facilita infecção pelo HIV e aumenta a protecção contra a malária. Mais um caso como o do “medicamento racista”, de que já aqui falei, a mostrar que os dogmas contemporâneos também caiem.

5 comentários:

  1. Evidentemente, na mesma lógica de terraplanagem politicamente correcta, por exemplo, nos próximos jogos olímpicos, o Quénia e a Etiópia (também por exemplo) vão surgir nos quadros de medalhados em lugar de destaque, ombreando com as grandes potências mundiais; e tudo isto, todos aquelas medalhas, apenas por causa dos métodos de treino dos seus atletas e devido às altas metodologias que aqueles países desenvolveram em exclusivo, já que estão ambos numa plataforma tecnológica com a qual países tão atrasados como os EUA, a Austrália ou a França nem sequer sonham.

    ResponderEliminar
  2. O activismo-nacional vai de férias mas voltará em Setembro cheio de força, como é habitual.

    um abraço e boas férias!

    ResponderEliminar
  3. novo blogue de desabafos diários, informação, desporto, cultura e politica

    não deixem de passar por esta afamada rua

    http://ruadosenforcados.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. http://frasesporeuropa.wordpress.com/2008/01/07/luis-de-camoes-joao-baptista-da-silva-leitao-de-almeida-garrett/

    saudacoes cordiais

    ResponderEliminar
  5. Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

    ResponderEliminar