sábado, 17 de maio de 2008

Discurso

Quando a dor e o horror vão atingir o cúmulo
Do horror e da dor, antes do sangue e dos destroços,
Quero ir a Covadonga violar o meu túmulo
E a Alcácer-Quibir exumar os meus ossos.

Quero trazer-me nas mãos alucinadas,
Ou mais, no coração,
Eu que só soube combater no tempo das espadas
Pelo rei Pelaio e pelo rei Sebastião.

E unido de novo ao que fui de vitória
E derrota sem medo, além de mim, além-mar,
Ser reduto da cruz na agonia da História
E morrer devagar!

António Manuel Couto Viana
in “Nado Nada”, 1977.

4 comentários:

  1. http://codigoincorrecto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. http://www.ad-oriens.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. i did a little research after you told me about your "thing", and if you want a way to make more money using your your blog you can enter this site: link. bye.

    ResponderEliminar