sexta-feira, 4 de abril de 2008

Racismos (XI)

Uma leitora enviou-me um caso curioso, retirado de um artigo sobre Rita Egídio, publicado na revista «Nova Gente» n.º 1646. Diz a entrevistada que foi vítima de racismo em São Tomé e Príncipe, local onde viveu até aos 19 anos, explicando: "era branca, loira, de cabelo comprido, olhos claros, um patinho feio, um alienígena. Tive momentos complicados, algumas tensões, não ao ponto de me ofenderem, mas, por exemplo, ser preterida pelos professores por ser branca. Muitas vezes perguntei à minha mãe porque não era preta".

2 comentários:

  1. pode-se dizer que têm jeito para se fazer de coitadinhos... se até entre eles são racistas ... estranho seria se assim não fosse com quem não é da mesma cor que eles

    ResponderEliminar
  2. É bom que alguém tenha coragem de dizer estas verdades.
    Nuno Neves

    ResponderEliminar