terça-feira, 15 de abril de 2008

Exterminar pelo espectáculo

Ontem foi um dia de luto para qualquer pessoa que respeite os animais. Foi publicado do despacho de proibição de cães de “raças perigosas”. Não há informação, conhecimento, argumentos, discussões, seriedade, ponderação — nada. Uma vitória da ignorância. Tudo se faz em troca de notícias sensacionalistas, para agradar a uma sociedade do espectáculo cada vez mais alheada da realidade. A mesma que, para além dos crimes passionais e das “revistas cor-de-rosa”, se droga com alarmismos do tipo “vacas loucas”, “gripe das aves”, “cães perigosos”, etc.

Enquanto assisto impotente a esta barbárie, lembro-me do caso da idosa que atacou um pit bull à dentada...

2 comentários:

  1. São os cães perigosos e o julgamento dos "nacionalistas".

    ResponderEliminar
  2. E os fdp que nos desgovernam ficam de fora?
    Esses é que são perigosos e multiplicam-se que nem coelhos.

    ResponderEliminar