terça-feira, 23 de maio de 2006

São Paulo: “a culpa é da minoria branca”

O meu amigo Giovanni, que é jurista e vive no estado de São Paulo, no Brasil, chamou aqui a atenção para o que considera um “absurdo lançado pelo governador de São Paulo, durante essa terrível crise que enfrentamos, sob o domínio da criminalidade!” Ele refere-se a uma entrevista com Cláudio Lembo, onde este culpa a “minoria branca” pela violência… O que seria de espantar era se ele acusasse os criminosos com quem negociou. Sem me alongar mais sobre os recentes acontecimentos em São Paulo, quero apenas dizer que mais uma vez vemos que a questão racial está bem presente no Brasil — como aliás em qualquer estado multirracial. Neste caso, que nos diz historicamente respeito, caiem por terra os delírios utópicos daqueles que viam neste país sul-americano a concretização do Portugal universal unido pela lusofonia.

6 comentários:

  1. Exactamente, amigo Duarte!

    E essa gente continua a alimentar "mitos" de instinto fatal e mortal ...para a nossa Identidade!

    Saudacoes

    ResponderEliminar
  2. Há uns dias o ministro da cultura, Gilberto Gil de seu nome, proclamou que «o Brasil é negro, quer queiram, quer não». Só faltou dizer: habituem-se.

    ResponderEliminar
  3. Os pretos não têm culpa que os brancos - na sua gula dos lucros da escravatura - os tenham levado para lá.

    ResponderEliminar
  4. Caro fsantos esse "senhor", o GG,faz coro com a sua irma Cesaria Evora no odio militante a tudo o que e Portugues.

    Saudacoes e cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Os "brancos" são antes de mais (pelo menos parece), masoquistas e estúpidos.
    Todas as raças e etnias se orgulham das suas origens, apenas a "raça branca", tem medo de se orgulhar de si própria se isto não é ser-se masoquista, é no mínimo ser-se idiota.
    É um facto, que no chamado mundo "intelectual" dominado na maior parte das vezes por "bicharada". Talvez por esse "gosto", tendem a pôr-se de cu para o ar e como tal gostam de ser subjugados, com isso querem fazer crer aos outros que, eles é que tem razão e os "outros" porque tem medo de ser chamados de racistas, xenóbos e outras coisas mais, vão na onda também.
    Não sou racista, mas não sou estúpido e acho ser natural que, todos nos orgulhemos na nossa ancestralidade, da nossa cultura dos nossos princípios ou então seremos pouco mais de que vermes em vez de seres ditos inteligentes.
    Ora exactamente as outras ditas "raças", perceberam disso mesmo e vai de "arrebenta-o-malho" (alguns até gostam), a dar nesses "branquinhos de merda" que, são mais estúpidos que a dita.
    Depois por um lado aparecem por aí uns "carecas" com argumentos que não convençem ninguém, principalmente quando vem com ideologias já ultrapassadas, do outro uns ditos "nacionalistas" que disso só tem o nome e o que querem é aparecer na TV para se julgarem importantes, (tolos , pensam que isso lhes traz alguma importância).
    Ora o que nós precisamos é de divulgar correctamente os nossos valores culturais, a nossa história, enfim a nossa identidade cultural pois só assim conseguiremos ter ânimo e força para não sermos cada vez mais capacho de outros que utilizam a nossa condescêndencia para nos espezinhar.
    Bom será que, nos compenetremos de um mito que anda agora por aí muito na moda e que só tem um propósito: destruir-nos. Referi-mo ao facto de por tudo e por nada ser a Raça branca chamada de esclavagista. É a maior das mentiras.
    Todos os Povos e raças se utilizaram (ou utilizam), do trabalho escravo de outros para progredirem e se desenvolverem. Quanto ao facto de os brancos irem a correr para África buscar os "pretinhos" para os escravizar, será bom, até para essa raça perceber, que os ditos negreiros, não iam pessoalmente à "caça" dos negros, limitavam-se a negociar com os "sobas" e outros chefes tribais, a troca dessa "mercadoria", muitas vezes por bugigangas (contas de vidro e outras coisas no género), "mercadoria" essa que era o resultado das eternas guerras tribais ou etnicas.

    ResponderEliminar