terça-feira, 11 de abril de 2006

O misantropo desenjaulado

Na minha visita habitual à casa do meu caríssimo amigo Paulo Cunha Porto, esbarro com a má notícia do dia. Vai fechar a loja e parece que é de vez. Lá vamos nós iniciar mais uma campanha para o regresso de um blog que, apesar de nos ter habituado a um grande número de posts todos os dias, sempre se caracterizou por elevada qualidade, ganhando em pouco tempo um merecido lugar de referência na blogosfera. Mas, conhecendo-o como penso conhecer, não me parece que ceda. Justifica-se com “alterações da sua vida”, razões que respeito, como não podia deixar de ser.

É caso para perguntar: O misantropo desenjaulou-se?
Paulo, temos que ir almoçar…

4 comentários:

  1. Bem que queria parecer que pandemia das aves europeia ia terminar mal.
    Eis a primeira vítima!
    Espero que se recomponha e volte rapidamente e em força enjaulado ou não!

    ResponderEliminar
  2. Meu Caro Duarte: Tens toda a razão, não foi a misantropia que foi perdida, só a jaula. E vamos ao almoço...
    Obrigado pelas palavras do Nonas. É bom sentir o bafo amigo do Dragão. Desde que não seja demasiado perto, ou teríamos penas chamuscadas, hihihihihi!

    ResponderEliminar
  3. Paulo: almoça lá com o Duarte que ele dá a volta ao texto...

    ResponderEliminar
  4. Toca mas é a alargar essa almoçarada aqui à rapaziada...

    ResponderEliminar