terça-feira, 11 de abril de 2006

Faz o que eu digo…

Da edição de hoje do semanário «O Diabo», onde o destaque vai para o comentário de vários especialistas à “estratégia publicitária” do governo responsável pelo interminável “estado de graça” nos media do executivo do PS, sob o título “Máquina de propaganda de Sócrates está a construir país virtual”, transcrevo aqui uma das sempre recomendáveis “Coisas de o Diabo”:

«A cumplicidade no silêncio
Ir a Angola e não ter uma palavra, ainda que diplomática, a demarcar-se da política de corrupção endémica praticada, sem cessar, há mais de trinta anos, por um dos maiores cleptocratas a nível mundial, não é apenas um lamentável acto de cumplicidade com a “nomenklatura” angolana. É, acima de tudo, um gesto de desumano desprezo e até de agressão psicológica a um povo inerme e tiranizado, faminto de pão e justiça.
Sócrates e o seu governo têm cada vez menos autoridade para nos pregar o habitual e hipócrita discurso da moralidade pública.
»

1 comentário:

  1. Muito bem observado! Infelizmente com pouca companhia, incluindo na blogosfera. O pragmatismo das relações internacionais, não justifica tudo, ainda por cima quando nos cabe a responsabilidade (por causa da irresponsabilidade)de tentarmos corrigir a rota de uma Comunidade que lançámos às feras!
    Temos medo de perder favores? Quem age por medo, perde sempre.
    Cumprimentos e parabéns.

    ResponderEliminar