quinta-feira, 6 de abril de 2006

Ainda o Canadá

A questão dos cidadãos portugueses expulsos do Canadá vai ainda merecer aqui um breve comentário. Pensei que a minha posição sobre a imigração ilegal era clara, mas o assunto fez com que alguns amigos me interpelassem directamente e alguns leitores via correio electrónico. O governo canadiano procedeu bem e o seu exemplo, neste aspecto, deve ser seguido. Acho que não é preciso lembrar que se trata de um país que recebe milhares de imigrantes anualmente, mas com regras. É claro que as suas políticas de imigração não devem ser um modelo para a Europa, mas o rápido cumprimento da lei e a celeridade dos processos de expulsão devem ser, obviamente, saudados.

Quanto aos aspectos caricatos deste episódio, devo dizer que não gosto de ver portugueses a utilizar o esquema da “mentirinha piedosa” e dizer que são perseguidos política ou religiosamente no seu país, para fintar o processo de legalização. Por outro lado, há um contraste claro na preocupação relativamente às condições de recepção de imigrantes ilegais em Portugal e no acolhimento de portugueses de origem, como desta vez, onde nada foi feito. Por fim, quanto à performance do actual ministro dos Negócios Estrangeiros, as suas figuras — tristes — continuam a falar por si.

Para terminar, como muito bem disse o BOS, os nossos compatriotas emigrados que mais necessitam de uma tomada de posição do governo português são os que residem na África do Sul, mas esse assunto é, pelos vistos, “inconveniente”…

Sem comentários:

Enviar um comentário