quinta-feira, 2 de fevereiro de 2006

Manuel Cavaleiro de Ferreira

Quando li as referências a Manuel Cavaleiro de Ferreira feitas pelo Manuel Azinhal e pelo Jansenista, lembrei-me do seu filho, seu homónimo, que conheci e que também já não se encontra entre nós. O “Manelzinho”, como era conhecido, vivia para o pai e para a sua obra. Recordo as longas conversas que tive com ele, sobre o pai, claro, mas também sobre Salazar e os meandros da política durante o Estado Novo. Admirava o trabalho do pai, como académico e como ministro, e todos os seus esforços eram gastos na preservação da sua memória, conseguindo a publicação de algumas das suas obras, estando envolvido no processo que levou à atribuição do nome do seu pai a uma rua em Lisboa e elaborando de uma página na internet. Essa página tem uma história curiosa. O “Manelzinho” era uma pessoa muito solitária, com o pensamento sempre absorvido pelo seu único objectivo. Quando soube que ele havia iniciado a construção de um sítio na internet sobre o seu pai e onde disponibilizaria vários dos seus textos, ofereci-me para lhe dar algum auxílio técnico, caso necessitasse. Recusou imediatamente. Apesar de não ter computador nem conhecimentos profundos de informática, aprendeu e, utilizando um posto público de acesso à web, dedicou-se a esta empresa. Sabia perfeitamente que esta nova tecnologia era um dos meios fundamentais para a divulgação e preservação da obra do seu pai. Morreu pouco tempo depois da última actualização da página, mas esta ficou e continua a ser visitada e referida. Obrigado ao Manuel Azinhal e ao Jansenista, pois o melhor elogio ao Manuel Cavaleiro de Ferreira (filho) era elogiar o seu pai.

3 comentários:

  1. Não tem nada que agradecer, da minha parte era só fazer justiça e demonstrar um bocadinho da muita gratidão.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Por favor. Se for possivel gostaria de saber o endereço da pagina na internet. Obrigado

    ResponderEliminar
  3. O endereço era http://www.geocities.com/mcavaleirof/, como linkei no texto, mas infelizmente foi desactivado devido à compra da Geocities pela Yahoo!. No entanto, felizmente, houve quem se preocupasse em preservar as páginas que corriam o risco de desaparecer. Foi o que aconteceu com a geocities.ws. A página está, assim, disponível em: http://www.geocities.ws/mcavaleirof/
    Obrigado pelo comentário, já que me fará actualizar o link no post.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar