terça-feira, 14 de fevereiro de 2006

30 anos a contracorrente

O semanário «O Diabo» completou trinta anos de existência no passado dia 10 de Fevereiro e continua a ser um dos raros exemplos de independência e irreverência na imprensa portuguesa. Na edição de hoje, o destaque vai para a entrevista com o Prof. Dias Farinha, Director do Instituto de Estudos Árabes e Islâmicos, que afirma que “o holocausto ainda é um tabu para o Ocidente”, para a análise da corrupção em Portugal, sobre a qual, Adelino Maltez afirma: “em Portugal não há máfias mas alguns ladrões que deixámos subir ao poder”, e para o artigo sobre a dispensa de vários conselheiros e adidos por parte do MNE, titulada “Freitas está a abandonar as comunidades portuguesas”. Por fim, a habitual referência ao obrigatório “O Diabo a Sete” do Walter Ventura, desta vez sobre a liberdade de expressão, e com a participação Manuel Azinhal na coluna “Os meus blogues”.

2 comentários:

  1. Lá vai sendo o único jornal que ainda compro...

    ResponderEliminar
  2. Eu também compro o jornal "A Batalha", escasseia a imprensa diferente da mesmice dos tabloídes em Portugal =(

    ResponderEliminar