quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

Música (II)

Já passou mais de um mês desde que este blog passou a ter música e hoje decidi mudar. Continuo com um grupo francês, desta vez os In Memoriam, um dos grandes nomes do Rock Identitaire Français que muito aprecio. A música chama-se “Paris-Belgrade”, versa sobre os bombardeamentos criminosos da OTAN sobre a Sérvia, em 1999, e faz parte do álbum com o mesmo nome, editado no ano seguinte.


Paris-Belgrade

Une nation violée au coeur du monde occidental
Méritait d'être soutenue par la jeunesse nationale
C'est bien pour ça qu'on s'est envolé, en terre yougoslave
Pendant ce temps, Paris se noie dans la spirale du mensonge
L'Otan dicte sa loi, la propagande vous inonde
Pendant ce temps Belgrade est la proie des bombes et des flammes
Ce ne sont pas des soldats qu'ils massacrent, mais des enfants et des femmes.
Refrain :
"US Go home !" c'est ce qu'ils scandaient sur les ponts
De Belgrade à Novi Sad, le peuple serbe faisait front
"NATO Go home !" c'est ce qu'ils criaient sur les ponts
C'est solidaires de leurs souffrances que pour eux nous chantions.
Arrivés sur place, l'accueil est vraiment chaleureux,
Des créatures de rêve nous font découvrir les lieux
Soudain le cri des sirènes résonne au coeur de la ville
Le climat s'alourdit, la peur se lit sur les regards
Les yeux se lèvent vers le ciel, chargés de désespoir
Belgrade résignée est plongée, noyée dans le noir
Le terrorisme aveugle vient frapper des quartiers au hasard.
Refrain
Puis vient l'heure du concert sur la grande place de Belgrade
Il est temps pour nous d'encourager à notre manière nos camarades
Qu'est ce qu'on était fier de brandir devant eux le drapeau yougoslave
Le soir c'est sur un pont que se poursuit notre combat musical
Les avions de l'Otan entament leur triste carnaval
Que vont-ils frapper cette fois une école, un hôpital?
A Paris tout le monde s'en fout, c'est un dégât collatéral.
Et toi pendant ce temps-là, que faisais-tu en France,
Toi qui te complaisais à demeurer dans l'ignorance?
Aujourd'hui, la Serbie, demain la Seine-Saint-Denis
Un drapeau frappé d'un croissant flottera sur Paris.

11 comentários:

  1. Caro duarte,o milosevic cometeu verdadeiros massacres sobre pessoas inocentes,a NATO fez aquilo que devia,ou seja,parar o massacre,se existem criminosos não são americanos e companhia.

    Saudações

    ResponderEliminar
  2. Caro Pantera:

    A Nato fez aquilo que devia?!!

    Bombardear um país Europeu para defender TERRORISTAS albaneses, que hoje perseguem os Sérbios, queimam Igrejas e Mosteiros, exportam prostitutas e droga, constituem bases para islâmicos....

    O Milosevic massacrou "inocentes"?!

    Informe-se melhor.Olhe que as coisas não são o que parecem.

    Fora com a Nato e americanos da Europa.
    Viva a Sérvia Cristã e Resistente!

    Saudações

    ResponderEliminar
  3. Sim, proteger terroristas albaneses (muçulmanos) traficantes de droga foi de facto a atitude correcta. Criar as condições para a emergência de mais um Estado muçulmano na Europa (o Kosovo), que depois se unirá à Albânia (Grande Albânia), para formar aquilo a que se chama a "Diagonal Verde" (um corredor islâmico desde a Turquia até ao centro da Europa) foi de facto a atitude correcta... para os americanos!

    Este pequeno artigo de 1982 (http://members.tripod.com/~sarant_2/ksm82-1.html) ilustra quem é que estava a proceder à limpeza étnica do Kosovo, que ainda hoje continua, com o beneplácito da NATO. A única diferença é que agora os albaneses já podem fazer tudo o que querem.

    NC

    ResponderEliminar
  4. Ler este artigo (http://www.antiwar.com/malic/?articleid=2164) talvez também não fosse má ideia.

    NC

    ResponderEliminar
  5. Existem videos que demonstram execuções sumárias feitas pelas tropas de milosevic,a mim parece-me massacres....

    Relativamente ao que se passa hoje no kosovo,tenho que admitir que não faço a minima ideia,acredito que também existam massacres...nao se deve defender terroristas,sejam eles quais forem

    Um relatório dos EUA naquela altura dizia isto:
    "The U.S. State Department reported on ten broad categories of human rights violations in Kosovo: forced expulsions, looting, burning, detentions, use of human shields, summary executions, exhumation of mass graves, systematic and organized rape, violations of medical neutrality, and a new type of ethnic cleansing, identity cleansing"

    Portanto como podem ver as forças do milosevic cometeram verdadeiros massacres contra civis inocentes.

    saudações aos dois.

    ResponderEliminar
  6. De facto os americanos são a melhor fonte para avaliar a existência ou não de atrocidades no Kosovo... É o mesmo que perguntar ao Papa se acredita em Deus!

    Em relação aos tais videos que "demonstram execuções sumárias feitas pelas tropas de milosevic" gostava de os ver. Há algum link?

    NC

    ResponderEliminar
  7. Há lições a tirar disto:
    - O Kosovo é uma provincia no Sul da Sérvia que os Sérvios encaram com zona histórica, como analogia Guimarães. Nos anos 70 e 80, no tempo da Jugoslávia, regista-se ali 1 rápida mudança demográfica, com emigração de população sérvias e o crescimento rápido dos albaneses. No final dos anos 80, o desiquilibrio entre as duas comunidades atingira níveis perigosos, com 90% de albaneses, causando crescente tensão.
    Situação semelhante à que sucede actualmente por toda a Europa Ocidental, com imigração a ssumir os mesmos contornos e explosão demográfica a jogar contra os Europeus tal como contra os Sérvios.
    Tmabém aqui se nota uma preocupação dos americanos, em criar ainda mais destabilização e desagregação da Europa desta vez não com «bombardemaneos inteligentes» mas com a adesão da Turquia á União Europeia, facto que contribuirá decisivamente para desagregação da União Europeia.
    Também aqui o lobby judaico nos USA tem exercido influência, não culpem o povo americano, mas sim o polvo sionistas, por mais esta machadada, na Europa. Basta ver por exemplo na blogoesfera nacional quem está intransigentemente pela entrada da Turquia na União Europeia, anti Milosevic com a desculpa que era uma comunista, reforço com álibi, quem está constantemente a suavizar o facto da criação tal Grande Albânia com uma ilha islâmica no coração da Europa. A quem interessa isto, as sionistas, o bloguista Nelson Buiça, exemplo perfeito de porta voz sionista na blogoesfera nacionalista, defende explicitamente estes actos de agressão à Europa.
    Isto não constitui de forma alguma um ataque à pessoa do bloguista Nelson Buiça, mas sim às ideias que ele defende neste tema em particular. Usei as ideias que ele defende como exemplo das ideias sionistas.
    Magna Europa
    Identitário Europeu.

    ResponderEliminar
  8. ó NC eu não te consigo arranjar isso.Lembro que tava no blog bichos carpinteiros e até chegou a passar na Televisão.não existe razão para eu mentir.;)

    ResponderEliminar
  9. Bem, eu tenho tendencia a ser muito céptico em relação ao "que passou na televisão". Mas, mesmo que essas "execuções sumárias" tenham ocorrido (não digo que não), temos de perceber em que contexto é que isso possa ter ocorrido. Abusos existem sempre em qualquer guerra, e era disso que se tratava no Kosovo, guerra movida pelos albaneses aos sérvios e outras minorias do Kosovo. Ao contrário do que a NATO e os meios de com. social fizeram passar, quem começou a guerra ali foram os albaneses, e as vitimas eram os sérvios. A intervenção do exercito jugoslavo (e nem sequer foi o exercito, mas sim uma especie de policia militarizada, um pouco como a nossa GNR) destinava-se unicamente a proteger a população servia e os americanos, como já tinham feito com a Bósnia, preferiram apoiar os muçulmanos. Curiosamente, nunca vimos na televisao os massacres cometidos pelos albaneses...

    NC

    ResponderEliminar
  10. Lembrei-me agora de um livro que fala desta questão. "Guerras contra a Europa", de Alexandre del Valle, editado pela Hugin.

    NC

    ResponderEliminar